Envelhecimento docente / Paulo Guinote

up+main

Um fenómeno evidente e que ainda bem que vai tendo direito a alguma atenção pública, embora, infelizmente, parte dela suscitada por alguns dos actores activos nas políticas que a ele conduziram. Até poderíamos agradecer a mudança de opinião se isso viesse acompanhado de alguma admissão da falta de visão (e não apenas do canónico “foi a troika”, porque não é verdade) e não por algo que quase parece acusar as pessoas de irem envelhecendo. Não foram os professores que tornaram as condições de aposentação indignas para quem trabalha, por exemplo, há 30 anos ou mais e para ir embora leva pouco mais de meio salário que o resto leva o espírito santo…

Teresa Gui – Recomeço

Ainda me lembro do tempo em que aguardava ansiosamente pelo recomeço…

Sentia alegria. O início sempre emotivo, significava rever amigos, ver ou conhecer novos alunos. A expetativa do novo ano, soava-me sempre a aventura e realização!
Os anos foram trazendo o cansaço, o desencanto e o entusiasmo foi esmorecendo. O mês de setembro passou a não ser bem vindo, com o vento e os dias cinzentos, carregados de folhas esvoaçantes, vinha o receio de não ser capaz de aguentar tantas mudanças e pressão. Os desafios já não me fazem vibrar como outrora. A curiosidade de conhecer novas terras, outros sorrisos , outras amizades, já não são motivos suficientes, nem me convencem…
“Não sei em que parte do caminho tudo se perdeu, mas conheço os responsáveis.” Parte de mim se alimenta de saudade, Saudade dos sorrisos tímidos, do apego sincero entre eles e eu, do tempo em que havia tempo, para sentir e não apenas fazer! E fazíamos tanto!

turma_mista21