Lígia Conceição no facebook

Continuo a achar que fui uma privilegiada.
No meu tempo, não há muito tempo, 16-20 anos, tínhamos opção de escolher horário de manhã ou de tarde.
Sempre tive de manhã, por sorte, já que a minha mãe saltou todos os anos de cidade e eu todos os anos saltei de escola primária.
(Nem por isso aprendi menos ou deixei de ser social, muito pelo contrário)

Íamos para a escola por volta das 8:20. Tínhamos um intervalo de meia hora a meio da manhã e saíamos por volta das 13h da tarde.
Ah, e mesmo assim tínhamos uma vez por semana música e inglês! E educação física também era uma vez.

Era excelente porque dava para apreender, para conviver com os colegas, jogar futebol, brincar às navegantes da lua, etc. E a tarde era para fazer os trabalhos de casa, ter atividades extracurriculares (natação nas piscinas municipais, ginástica, etc), ver desenhos animados, brincar às barbies, estar com família, primos, etc. E à noite aquela vontade de voltar outra vez à escola aparecia!

Tenho muita pena que, hoje em dia, os miúdos de tenra idade tenham que olhar para a escola quase a full-time.
Que tenham que estar fechados nas escolas, mesmo que coloquem todas as atividades dentro da escola.
Sabem porquê? Porque a cabeça desses meninos não desanuvia. A escola é aquilo que eles só conhecem. O único lugar que vêac18d-fotos2bindisciplina2bescolarem durante 5 dias por semana em 7 dias. Porque no final do dia é hora de ir dormir e aquela sensação de querer ir à escola, já não faz sentido…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s