Governo pressionado a vincular mais 3500 professores

Mais vinculações extraordinárias?

eb1f5-fc3a9

Anúncios

Afetos

A troca de gentileza entre leitores, e liberdade de cada  um se expressar, que se generalizou graças à Internet também trouxe outros problemas: o bulling digital, a solidão da  vida real agravada pela da exclusão nas redes, e a ilusão de um poder que só é real quando se trata de uma publicação viral, que pode influenciar a opinião pública, e por tabela o poder político.

cropped-12985373_10205943312955116_4748859818448716078_n.jpg

 

Da Ilegalidade

O Meu Quintal

O texto seguinte é de um colega que já teve (e tem) diversas responsabilidades a nível da formação e gestão escolar e que por isso pediu para ficar sob anonimato.

Eu acrescentaria que há quem tenha andado a pedir para estas coisas acontecerem e agora ande a fingir indignação. E ainda há os que acham que por terem uns quantos anos de serviço têm o direito de ultrapassar quem anda nisto há 20 ou 30 anos, apenas porque o ME os andou a “seduzir”. Fosse com eles a ilegalidade (alteração das regras legalmente em vigor durante o concurso sem sequer isso ter sido publicitado) e seria um ai-jesus.

As colocações dos professores basearam-se em procedimentos ilegais

O Estado deveria ser, sempre, uma pessoa de bem.

Estava tudo a correr bem. O calendário político estava definido, assim como o apuramento das necessidades e respetiva calendarização.

Com a entrada da última quinzena…

View original post mais 508 palavras

Pelo Movimento dos professores precários

Comunicado de imprensa

Com a publicação das listas definitivas de ordenação e colocação dos concursos de integração extraordinário e contratação externa de 2017 confirma-se que o Ministério da Educação não conseguiu cumprir o que estabeleceu e extinguiu duas centenas de vagas no concurso de integração extraordinário.

20818816_1861201073896548_5872630467800048678_o

Estas são as escolas do Algarve que têm autonomia para escolher como ensinar os alunos

Agrupamento de Escolas Dr. Jorge Augusto Correia
Agrupamento de Escolas Drª Laura Ayres
Agrupamento de Escolas Júdice Fialho
Agrupamento de Escolas Pinheiro e Rosa
Agrupamento de Escolas Poeta António Aleixo
Agrupamento de Escolas Professor Paula Nogueira
Agrupamento de Escolas Silves Sul
Escola Profissional Cândido Guerreiro (EPCG)
Escola Secundária de Loulé
Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes
Escola Secundária João de Deus
turma_mista21

Sobre o tempo de serviço em AEC… — Blog DeAr Lindo

Se confirmarem esta situação quantos voltarão a submeter-se a contratos em AEC? Como se pode ver no exemplo de um concurso actualmente a decorrer para uma vaga em AEC, como seria então possível um candidato conseguir colocação sem a devida habilitação profissional como docente devidamente habilitado? Portanto, a máxima será: contratado como “técnico”, pago como “técnico”, mas cumprindo funções docentes em escolas públicas, com alunos de escolas públicas, devidamente habilitado para as funções.

E, mesmo assim, não ser considerado o tempo de serviço prestado a exercer funções docentes nestas actividades de enriquecimento curricular para efeitos da 2.ª prioridade dos concursos de professores?

Pergunto-me se, a confirmar-se a perspectiva da jurista da DGAE sobre este assunto, não serão apenas os professores chamados “técnicos” das AEC os visados, mas também possivelmente todos os professores que sejam contratados como “técnicos” , inclusivamente os ditos contratos de “técnicos especializados” (muitos dos quais para o exercício de funções docentes).

via Sobre o tempo de serviço em AEC… — Blog DeAr Lindo

Quantos alunos com NEE cabem numa turma? — Escola Portuguesa

A resposta, segundo a lei em vigor, parece ser clara: As turmas que integrem alunos com necessidades educativas especiais de caráter permanente, cujo programa educativo individual o preveja e o respetivo grau de funcionalidade o justifique, são constituídas por 20 alunos, não podendo incluir mais de dois alunos nestas condições. Contudo, o aumento do número […]

via Quantos alunos com NEE cabem numa turma? — Escola Portuguesa

Não deviam ser integrados em turmas com mais de um ano de escolaridade, para não prejudicar duplamente alunos e professores.

Regra diferente revira vida de professores

21125602_10203453006842363_8994382863093060208_o.jpg

Lígia -Em julho questionei colegas (alguns de sindicatos) que me explicaram que as colocações eram feitas de acordo com as preferências indicadas, independentemente do número de horas em questão (desde que > 6).. Os resultados parecem apenas desmentir o que me foi dito.. Já era esperado isto?

António – Os professores QZP estão agora muito preocupados! Andam há anos a ultrapassar na MI os professores do QE e sempre calalinhos! Para haver seriedade completa e respeitar as graduações profissionais, na MI devia haver uma posição 1 para os QE sem componente letiva, uma posição 2 para os QE, uma posição 3 para os QZP que concorrem a horários completos e uma posição 4 para os QZP que concorrem para horários incompletos e que querem ficar pertinho de casa. Nesta posição 4 só deveria ser pago o valor correspondente às horas letivas efetivas…

 

 

Concursos | ME altera as “regras” e deixa professores QZP furiosos! — ComRegras

Desde a passada 6ª feira que são muitos os professores de Quadro de Zona Pedagógica que estão profundamente indignados e revoltados com a sua colocação. Tenho lido desabafos de professores que até já ponderam deixar o ensino. Ano após ano, os concursos de professores dão problemas, lembro que este ano já tivemos professores excluídos indevidamente e…

via Concursos | ME altera as “regras” e deixa professores QZP furiosos! — ComRegras

Humor, futebol, rádio e televisão estão em alta em Portugal

Este triste país do fado, parece  necessitar também de humoristas em tudo o que mexe! Acumulam trabalho em todo o lado. A sua vida privada serve na perfeição de tema para programas.

Alguns já sem trabalho,transpira  continuam  com muita audiência no facebook, ou YouTube. Sócrates também é humorista.

O empreendedorismo é quase obrigatório nas figuras públicas. Se um apresentador conhecido não escreve livros é  uma pena, se uma apresentadora não lança uma revista com o seu nome, ou não usa o seu nome noutros negócios, sobretudo publicidade é de admirar.

Este país é bom para as elites, e por isso o cor de rosa está na moda. Já de outros temas para além do futebol e política, o apagamento nos média é quase total.

A discussão pública de assuntos de educação é quase residual, restringindo-se quase sempre às figuras do costume. Subsistem  em momentos de início de ano letivo, alguns artigos curtos em jornais e pequenas peças  nas televisões.

9 passos para estabelecer limites de forma eficiente

L…1 – Não se perca com o excesso de explicações

É importante que a criança saiba o motivo pelo qual está cumprindo determinada regra, pois além de aprender a respeitar a autoridade, ela entenderá de que forma aquilo que foi estabelecido contribui para o seu próprio bem e para o bem do ambiente em que vive. Mas quando você determina uma regra ou explica uma tarefa, deve exigir a atenção da criança. Se ela não entendeu a explicação, perguntará eventuais dúvidas. Porém, tome cuidado com os porquês em excesso. Explique o motivo essencial que a ação foi estabelecida e faça a criança entender que é preciso cumprir.

2 – Seja firme

Não é ser rude, mas firme. Dê apenas um aviso, se ficar solicitando muitas vezes a mesma coisa, a criança perceberá insegurança de sua parte. Peça apenas uma vez.

Uma curiosidade muito interessante é que apenas 30% de nossa comunicação é verbal, ou seja, através das palavras. Os outros 70% são através de gestos, expressões e tonalidade de voz. Cuidado para não gritar ou exagerar, isso mostra insegurança e descontrole de sua parte.

3 – Cuidado com as recompensas

A maior recompensa que você pode dar ao seu filho é uma boa educação. Portanto, não ofereça prêmios materiais em troca de atividades que ele precisa aprender a desenvolver. Se fizer isso ele não entenderá suas obrigações e só irá realizar mediante gratificação.

Nesse caso o NÃO DAR a recompensa fará com que ele entenda que está desempenhando uma atividade para seu aprendizado e que nem tudo na vida é pago ou recompensado com dinheiro ou coisas materiais.

Ao invés de se concentrar em questões materiais, incentive-o a realizar e o elogie quando fizer algo diferenciado, ou quando conseguir realizar uma tarefa que foi solicitada. O elogio e a presença é um grande incentivo para a criança…

ebook ana rafaela insta.jpg

Fonte: 9 passos para estabelecer limites de forma eficiente