Sobre o tempo de serviço em AEC… — Blog DeAr Lindo

Se confirmarem esta situação quantos voltarão a submeter-se a contratos em AEC? Como se pode ver no exemplo de um concurso actualmente a decorrer para uma vaga em AEC, como seria então possível um candidato conseguir colocação sem a devida habilitação profissional como docente devidamente habilitado? Portanto, a máxima será: contratado como “técnico”, pago como “técnico”, mas cumprindo funções docentes em escolas públicas, com alunos de escolas públicas, devidamente habilitado para as funções.

E, mesmo assim, não ser considerado o tempo de serviço prestado a exercer funções docentes nestas actividades de enriquecimento curricular para efeitos da 2.ª prioridade dos concursos de professores?

Pergunto-me se, a confirmar-se a perspectiva da jurista da DGAE sobre este assunto, não serão apenas os professores chamados “técnicos” das AEC os visados, mas também possivelmente todos os professores que sejam contratados como “técnicos” , inclusivamente os ditos contratos de “técnicos especializados” (muitos dos quais para o exercício de funções docentes).

via Sobre o tempo de serviço em AEC… — Blog DeAr Lindo

Quantos alunos com NEE cabem numa turma? — Escola Portuguesa

A resposta, segundo a lei em vigor, parece ser clara: As turmas que integrem alunos com necessidades educativas especiais de caráter permanente, cujo programa educativo individual o preveja e o respetivo grau de funcionalidade o justifique, são constituídas por 20 alunos, não podendo incluir mais de dois alunos nestas condições. Contudo, o aumento do número […]

via Quantos alunos com NEE cabem numa turma? — Escola Portuguesa

Não deviam ser integrados em turmas com mais de um ano de escolaridade, para não prejudicar duplamente alunos e professores.