Da Ilegalidade

O Meu Quintal

O texto seguinte é de um colega que já teve (e tem) diversas responsabilidades a nível da formação e gestão escolar e que por isso pediu para ficar sob anonimato.

Eu acrescentaria que há quem tenha andado a pedir para estas coisas acontecerem e agora ande a fingir indignação. E ainda há os que acham que por terem uns quantos anos de serviço têm o direito de ultrapassar quem anda nisto há 20 ou 30 anos, apenas porque o ME os andou a “seduzir”. Fosse com eles a ilegalidade (alteração das regras legalmente em vigor durante o concurso sem sequer isso ter sido publicitado) e seria um ai-jesus.

As colocações dos professores basearam-se em procedimentos ilegais

O Estado deveria ser, sempre, uma pessoa de bem.

Estava tudo a correr bem. O calendário político estava definido, assim como o apuramento das necessidades e respetiva calendarização.

Com a entrada da última quinzena…

View original post mais 508 palavras

Pelo Movimento dos professores precários

Comunicado de imprensa

Com a publicação das listas definitivas de ordenação e colocação dos concursos de integração extraordinário e contratação externa de 2017 confirma-se que o Ministério da Educação não conseguiu cumprir o que estabeleceu e extinguiu duas centenas de vagas no concurso de integração extraordinário.

20818816_1861201073896548_5872630467800048678_o

Estas são as escolas do Algarve que têm autonomia para escolher como ensinar os alunos

Agrupamento de Escolas Dr. Jorge Augusto Correia
Agrupamento de Escolas Drª Laura Ayres
Agrupamento de Escolas Júdice Fialho
Agrupamento de Escolas Pinheiro e Rosa
Agrupamento de Escolas Poeta António Aleixo
Agrupamento de Escolas Professor Paula Nogueira
Agrupamento de Escolas Silves Sul
Escola Profissional Cândido Guerreiro (EPCG)
Escola Secundária de Loulé
Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes
Escola Secundária João de Deus
turma_mista21