A luta dos professores

A FNE, afeta à UGT, e os independentes concordam com o recurso às greves e manifestações caso as negociações sobre a carreira não avancem. Proposta da Fenprof é para greve de uma semana, por regiões, no próximo mês

O regresso dos professores às greves, já no mês de março, ganha cada vez mais força, com os sindicatos afetos à UGT e independentes a mostrarem total disponibilidade para acertarem com a Federação Nacional dos Professores (Fenprof, da GCTP), um plano de ação que deverá ainda contemplar uma grande manifestação.

160520171122-719-172maiolutaprofessores

Anúncios