Comentário no post do ComRegras sobre a manifestação

 “Eu ouvi o Mário Nogueira dizer que se após a reunião de dia 4 com o ministro, não houvesse soluções, ir-se-ia para a luta.
As aulas dos anos de exame terminam no dia 6 de junho. A partir de dia 7, haverá reuniões de avaliação e era para essas reuniões de anos de exame que deveriam ser marcadas as greves, em sistema rotativo, como já se fez um ano e que causaria impacto pois atrasaria todo o processo de exames. É essa greve, pelo que oiço, que todos os professores estão dispostos a fazer.
Falar em greve aos exames quando sabem que serão decretados serviços mínimos?

Os sindicatos que façam já o pré aviso para as reuniões a partir de dia 6. Não esperem por dia 4. Para cancelar, há tempo. Já foi dado demasiado tempo. Há 3 anos que andamos nisto. BASTA!”

A minha nota: Os monodocentes são desnecessários?

24775184_10204119238496607_7511029860953290909_n

O Alfa e Ómega da Formação Sobre Educação Inclusiva

“O ramalhete final de tudo isto: há verbas europeias para subsidiar esta verdadeira “banha da cobra” e há quem ande a aproveitar o que pode, mesmo se nada está aprovado e pode ser assim ou não.” Paulo Guinote

Inclu55

O Meu Quintal

Recebi mais materiais de uma outra formação a norte do Douro sobre Educação Inclusiva. Desta vez, porque já acho que os disparates se andam a multiplicar em excesso, coloco a página de rosto da apresentação dada aos formadores, ocultando o nome dos seus autores, pois não são eles que dão a formação em causa. Ou seja, andam por aí powerpoints à solta, muitos deles com os mesmos slides e imagens, como se fosse uma espécie de praga.

Inclusiva

Pior, em meu escasso entendimento, numa formação para professores… acham que o máximo da modernidade é abrirem a sessão com uma música dos Pink Floyd que já no 9º ano achava estúpida, porque a larga maioria dos professores nunca me fez mal e eu nunca me senti um martelo. Isto para não destacar a forma como no próprio vídeo os professores são apresentados de forma caricatural e estereotipada para sublinhar a sua insensibilidade…

View original post mais 172 palavras