O Congresso do PS de esquerda

Há um país que sofre, cheio de problemas estruturais, muitos vindos do passado distante, outros criados mais recentemente por sucessivos governos de alternância PS/PSD, que contrasta fortemente com os discursos celebratórios do actual PS.

PATRÍCULA ELEMENTAR

Congresso do PS, Batalha, Maio de 2018. Umas breves notas.

  1. O discurso de Pedro Nuno Santos (n. 1977), actual Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares (com inerente fundamental papel na coordenação do trabalho do PS junto dos partidos que constituem a chamada geringonça) foi sem dúvida um momento alto. Nesse discurso vejo o PS de esquerda que sempre soube que existia mas ao qual faltava gente mais nova, não proveniente das elites da capital, com preparação para fazer com firmeza (e necessariamente sem alianças à direita) a defesa dos mais fracos e oprimidos. Grande discurso, de afirmação do posicionamento do PS à esquerda, no País e na Europa, malgrado o quadro económico global, as bolhas que ainda aí vêm e as enormes dificuldades do Governo em honrar a expectativas de tantos.

  2. As anotações musicais que vi no XXII Congresso do PS, no contexto da homenagem que os congressistas prestam…

View original post mais 190 palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s