Assim se vê a força dos professores? — Escola Portuguesa

Mais de cem mil professores, e respectivas famílias, podem ser um trunfo eleitoral expressivo. Que o diga José Sócrates, que perdeu a sua maioria absoluta em 2009 em grande parte devido à política persecutória e ao braço de ferro obstinado que manteve contra os professores. Os sobreviventes do socratismo agora no poder sabem bem o […]

via Assim se vê a força dos professores? — Escola Portuguesa

Ecos da TV de ontem

Ouvi depois da futebolada em que fui muito marcado,  (ninguém gosta de sofrer um golo do “velhote”), o Paulo Guinote dizer na RTP 3, que não tinha muito jeito para a cambalhota! Falou bem, sobre o ridículo da preocupação de alguns agentes educativos com algumas provas de aferição, e ainda conseguiu “um golo”, comentando com uma habilidade que lhe reconheço, na baliza da atualidade (luta dos professores).

Ouvi outro senhor que falou dos professores e da sua luta, que tinham lecionado nove anos em vão, e tive pena que não pudesse ter dito: – Nós lecionámos!

TV