O impacto da greve e o fator S.TO.P baralha as contas do ME

 Sobre o impacto da greve
Face aos dados disponibilizados pelas escolas até ao momento, a taxa de adesão à greve nesta última semana, nos anos sem exame, é inferior a 10%, afetando cerca de 90% dos alunos, que estão por avaliar, o que demonstra que esta é uma greve cujas consequências para os restantes professores e sobretudo para os alunos são manifestamente desproporcionadas face à adesão verificada.
6e45c-logo-ps-1716x700_c
Catarina Simoes

“Face aos dados disponibilizados pelas escolas até ao momento, a taxa de adesão à greve nesta última semana, nos anos sem exame, é inferior a 10%, afetando cerca de 90% dos alunos, que estão por avaliar, o que demonstra que”…. afinal os professores sabem mesmo fazer MAIS com MENOS, como tanto queria o Nuno Crato.

Afinal, o Mário Nogueira Também Escreve No Público

A justa luta dos professores

Neste processo impõe-se a presença do Ministro. É em momentos difíceis, como este, que se avalia a capacidade política dos governantes. Destes se exige: presença e não eclipse; capacidade de diálogo e não envio de recados; dimensão política e não pequenez pessoal.

Uma nota: reparo que muita gente se anda a concentrar no ME como se o seu apagamento fosse de agora. Não é, mas acredito que quem acreditava que as reuniões trimestrais eram para mais do que perder tempos e sinta enganado. Entretanto, noto que se poupam bastante outros governantes que apareceram nos últimos dias a dar a cara pela político do Governo nesta matéria. Acho estranho.

Quanto ao resto, um texto que só peca por tardio no actual contexto, contendo a síntese da posição da Fenprof sobre estas matérias que corresponde em muito à posição da generalidade dos professores.

via Afinal, o Mário Nogueira Também Escreve No Público

Além das greves até julho, há ainda previstas para 14 de setembro, e para quatro dias da semana de 5 de outubro

Prevê-se uma luta longa e dura, sem final à vista. Minimizar os danos na já depauperada economia de alguns docentes, também tem de ser um dos objetivos principais dos sindicatos. Nesta fase no 1º ciclo, a greve de dois Professores Titulares de turma (sempre os mesmos) reiteradamente repetida, causa mossa e diminui os custos, com o recurso a um fundo de greve?

Se não é assim expliquem-me como se eu fosse muito burro?

coice-da-jumenta1