A Geração Maldita?

O Meu Quintal

É minha convicção, não penas pelo que leio e ouço, mas mesmo por observação directa, que grande parte da classe política tem um ódio – ou desafeição, para os casos menos graves – particular pela classe docente, mesmo quando saíram dela ou em especial nesses casos. É uma espécie de “luta de classes”, num sentido estranho e algo esquizóide da parte daqueles que parecem querer encapsular-se num mundo muito próprio de “eleitos” (em vários sentidos). Essa desafeição ou ódio é partilhado por um conjunto alargado de gente com posições de relevo na comunicação social. Não vou fazer consultas digitais ao domicílio sobre as causas. Quando falamos directamente com algumas das pessoas percebemos a razão, não sendo raro que depois de despejarem a bílis nos digam que somos, claro, uma excepção à regra.

Isto aplica-se em especial aos que que acham ser professor@s velh@s e inadaptados ao que eles acham as…

View original post mais 614 palavras

Carta a um aluno de primeiro ano

Felisbela-Lopes/carta-a-um-aluno-do-1ºano

Por esta altura, costumo escrever uma carta a um jovem universitário. Falo-lhe da importância de aprender para além daquilo que lhe é ensinado, lembro-lhe que não deve ser cúmplice das infames praxes e sublinho o valor dos colegas que conhecerá. Este ano, decidi escrever-te, a ti, que inicias agora o Primeiro Ciclo. Talvez não saibas ainda ler, mas estás a entrar numa nova e decisiva etapa do crescimento. Que recordarás para toda a vida…

transferir

 

 

 

Serena Williams sem fair play – Carlos Ramos é um grande arbitro

Serena-Williams-para-arbitro-português-roubaste-me-um-ponto-és-um-ladrão

A final feminina do US Open ficou marcada por uma tremenda bronca. À beira da derrota – acabaria mesmo por perder diante de Naomi Osaka -, Serena Williams entrou numa discusão acalorada com o árbitro português Carlos Ramos – que lhe deu uma advertência por ter recebido instruções da bancada – e não aguentou as lágrimas. A discussão foi tal que a norte-americana mandou entrar o supervisor do torneio, interrompendo assim o jogo durante alguns momentos do final do segundo e derradeiro set.