Mercado de Trabalho mais competitivo e volátil – Miguel Gonçalves

Tecnologias da educação fundamentais para o futuro.

Mercado de trabalho não tem potenciais candidatos com os perfis necessários.

Empresas -mais inteligentes sexys e apelativas.

Lealdade para comigo próprio.

Chefias não devem ser autocráticas.

As chefias devem ajudar os jovens a pensar.

Objetivo – progressão mais rápida na carreira.

Cursos redundantes e desinteressantes.

Educação 4.O – virada para a inteligência artificial, emotividade e criatividade.

Condutores, advogados e médicos  podem tornar-se redundantes.

Próxima fronteira é a criatividade emoções e gestão das relações.

Como conseguir ganhar dinheiro num ambiente altamente volátil.

A pessoa que vai viver até aos 150 anos provavelmente já nasceu.

robotica

 

 

 

 

Proposta para aposentação antecipada

“Imagine que um professor teve os 9 anos de carreira congelada, que até já tem os anos de serviço suficientes para se reformar sem penalização, mas não tem a idade. Se se reformar, vai ter uma penalização de 6% por cada ano que lhe faltar. Mas se puder optar por esta nossa proposta, em vez de subir de escalão, os 9 anos congelados abatiam 3 anos na idade requisito da reforma. Ao aposentar-se 3 anos mais cedo isso significava despenalizar 18%.” A explicação é dada por Mário Nogueira ao Observador e é uma das propostas que os sindicatos de professores vão levar para a próxima reunião com o Ministério da Educação.”

aqui

Fenprof

Pacheco Pereira no Público

https://www.publico.pt/2018/09/22/mundo/opiniao/por-que-e-que-deviamos-estar-todos-a-ler-o-1984-1844850

OPINIÃO

Por que é que devíamos estar todos a ler o 1984?

É hoje muito mais importante para ler nas democracias do que nas ditaduras, porque o que ele diz para as democracias, para a defesa das democracias das investidas autocráticas dos dias de hoje, cada vez o sabemos menos.

Poucos livros são tão importantes para os nossos dias do que o 1984, de George Orwell. É hoje muito mais importante para ler nas democracias do que nas ditaduras, porque o que ele diz sobre as ditaduras totalitárias já todos o sabemos (e o sabem os que lutam contra elas), mas o que diz para as democracias, para a defesa das democracias das investidas autocráticas dos dias de hoje, cada vez o sabemos menos…

 

A Fenprof Aprova

O Meu Quintal

No Expresso da Meia Noite, estão a SE Leitão, o Mário Nogueira, o Filinto Lima e a Ana Cláudia Coelho. Estando todas as corporações que interessam representadas ao nível da actuação cenográfica, fica restabelecido o equilíbrio cósmico, numa perspectiva de flexibilidade e ninguém emitirá comunicados de desagravo. Nota-se ali uma confluência de boas vontades e a SE declara-se satisfeita e acha natural uma “tensão laboral”, mas vê-se que está confortável perante os interlocutores, até porque o MN garantiu logo a abrir que quer negociar até às 24 horas da véspera da greve.

Ballet

View original post