O projecto de recuperação dos 2A 9M 18D

Escola Portuguesa

Já foi enviado aos sindicatos, e divulgado em primeira mão pelo Blog DeAr Lindo, o projecto de decreto-lei que recupera os dois anos, nove meses e dezoito dias com que o governo decidiu compensar a carreira dos professores pelos mais de nove anos de congelamento.

O diploma é breve, e pode consultar-se aqui. Mas poderia ser ainda mais conciso. Aquilo que interessa resume-se a dois parágrafos e corresponde exactamente ao que vinha sendo anunciado.

recup-tempo-serv.JPG

Apesar dos alertas, há um efeito perverso que não foi corrigido: os professores que progrediram em 2018 só recuperarão tempo de serviço quando voltarem a progredir, se tudo correr bem, em 2022. Mas quem mudar de escalão em 2019 verá contabilizado este tempo de imediato, podendo voltar a progredir em 2020 ou 2021. Uma clara ultrapassagem…

Claro que, nesta altura do campeonato, tudo isso interessa muito pouco ao actual ME. No final do próximo…

View original post mais 31 palavras

Mário Nogueira em Portimão

20180927_100416

Cerca de 50 professores e cinco dirigentes sindicais. A SIC filmou o inicio da sessão.

Remoque inicial ao STOP, aos bloguistas de sofá e outros intervenientes no Facebook.

Depois de hora e meia de discurso apresentou a nova arma da luta. Um panfleto em quatro línguas para entregar aos turistas.

Da Cidadania (Pouco Desenvolvida) — O Meu Quintal

De um@ professor@ de uma escola por aí, de que retirei a identificação. Algumas observações sobre o documento Estratégia da […] para a Cidadania e Desenvolvimento. (Professor ….) Em primeiro lugar, quero recordar o repto lançado na reunião geral de professores no início deste ano lectivo quanto à importância do pensamento crítico e, sobretudo, da  fundamentação da crítica. Se não me falta honesto exercício do primeiro, esforço-me por ter argumentos de sobejo quando exerço a segunda.

Atenção: não nos esqueçamos de que o assunto é cidadania!

O documento Estratégia da […] para a Cidadania e Desenvolvimento não foi discutido pelos professores nos grupos disciplinares e esta “anualização de subdomínios” que ele propõe tem tanto de arbitrário como de discutível.

Os subdomínios foram inventados por alguém (a escola?) e os domínios que estão definidos no documento são uma transcrição do anexo VIII da Portaria n.º 223-A/2018 de 3 de Agosto.[…]

via Da Cidadania (Pouco Desenvolvida) — O Meu Quintal