Hoje há manif. – Não ao apagão

Apelo: Que amanhã os professores dêem a resposta necessária na manifestação nacional que sai da Alameda Afonso Henriques, às 15h00, em Lisboa, para o Ministério das Finanças.

sindicatooo

Advertisements

Ministro da Educação diz que a greve dos professores é um direito constitucional — ComRegras

E uma batata é uma batata e uma cadeira é uma cadeira… Se é para constatar o óbvio mais valia não dizer nada, mas como a estratégia do Ministro da Educação é semelhante à do 1ª Ministro, toca a desvalorizar a insatisfação docente, fingindo ao mesmo tempo que estão abertos ao diálogo, um diálogo que um diálogo que não ultrapassa os 2-9-18… Certo?…

via Ministro da Educação diz que a greve dos professores é um direito constitucional — ComRegras

Mais do mesmo nas propostas da fenprof para a monodocência

Aos dois anos sem componente letiva, facultativos – alguns nem requisitam este direito – para compensar o tempo letivo excedente dos monodocentes, a fenprof propõe acrescentar mais um. Teimosia de quem não percebe que só para casos graves de depressão profunda, ou cansaço extremo é desejável. Numa profissão com carreira de longa duração é aceitável a continuação da atividade letiva -para não perder o ritmo e o grupo de trabalho-  em idades mais jovens. E para compensar uma aposentação menos tardia.

Flecha-alvo

 

António Tobias num comentário no ArLindo

O envelhecimento da classe docente é um aspecto preocupante e que deve ser encarado como prioridade pelos decisores.

Neste momento estamos com um excedente de cerca de 30.000 professores contratados desempregados (com 35, 40, 45 anos de idade) aos quais é pago Subsidio de Desemprego e, em simultâneo, temos aproximadamente 11.000 professores efectivos com 60 e mais anos de idade, muitos deles a arrastarem-se pelas Escolas ou de baixa médica.
Não seria Boa Gestão dos Dinheiros Públicos permitir a retirada da “velharia” através da aposentação?
Não existiria poupança para o Estado de permitir a Aposentação daqueles que possuem 60 e mais anos de idade?

– se esta politica continuar, a curto prazo, muitos daqueles que se encontram agora desempregados desistirão da profissão.

– se esta politica de bloqueio à entrada de professores mais jovens continuar estes cada vez menos irão optar por Cursos via Ensino.

– se esta politica continuar a breve prazo irão escassear professores no sistema de ensino em Portugal.

Façam as contas ao custo dos “Subsídios de Desemprego” dos professores desempregados e aos custos das “Baixas Médicas” dos professores mais velhos.

Somem as duas parcelas e comparem com os custos das possíveis aposentações.

graduation