Aos dois anos sem componente letiva, facultativos – alguns nem requisitam este direito – para compensar o tempo letivo excedente dos monodocentes, a fenprof propõe acrescentar mais um. Teimosia de quem não percebe que só para casos graves de depressão profunda, ou cansaço extremo é desejável. Numa profissão com carreira de longa duração é aceitável a continuação da atividade letiva -para não perder o ritmo e o grupo de trabalho-  em idades mais jovens. E para compensar uma aposentação menos tardia.

Flecha-alvo

 

Advertisements

One thought on “Mais do mesmo nas propostas da fenprof para a monodocência

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s