Princípio do Contraditório

O Meu Quintal

Comecei (ou recomecei) uma colaboração com o Educare. Esta semana sai a primeira parte de um texto a completar no início de Dezembro e que já conhecerão, no essencial, aqui do blogue. A partir do início de 2019, os artigos sairão na primeira semana de cada mês.

Estou consciente de que o poder que está não se incomoda muito com palavras e que a estratégia da indiferença é a regra, quando não se mandam umas cortesãs ou cortesãos contraditar sob pseudónimo, mas… quem cala, consente. E enquanto puder ter “voz”, usá-la-ei.

Uma Mistura Explosiva – Parte I

Assistimos à promoção de uma Educação Mínima (talvez a possamos chamar de “aprendizagens essenciais”) que tem como efeito a promoção activa da Ignorância, disfarçada por retóricas que apresentam os “Conhecimentos” como algo “empilhável” e muito relativo, em que Ciência e Crença são apresentadas quase (ou mesmo) como equivalentes.

Educare

View original post

Do lúmpen jornalismo

A Estátua de Sal

(José Preto, advogado de Bruno de Carvalho, 15/11/2018)

preto1

Não tive ainda o tempo de agradecer a solidariedade manifestada pelos meus Colegas Dr. Arnaldo Matos e Dr. Horácio Coimbra. O mesmo agradecimento é devido aos juristas que se pronunciaram em defesa dos Direitos Fundamentais.

Sublinho a intervenção da Ordem dos Advogados que, pelo seu Conselho Geral e respectiva Presidência, se pronunciou sobre o abuso entretanto e evidentemente agravado em muitos aspectos e atenuado noutros.

Um dos aspectos de agravamento foi o da conduta do lúmpen jornalismo já que nas três antenas privadas se largaram os seus serventuários a ganir dos écrans abaixo, protestando por não terem podido filmar Bruno de Carvalho algemado e a sair de uma carrinha celular.

Nunca se tinha visto – nem alguma vez me passara pela cabeça tal coisa, sequer como eventualidade – que dos bordéis do jornalixo pudesse emergir uma tal reivindicação de almas de mabecos contra…

View original post mais 257 palavras