Haverá mesmo falta de professores?

“Não há falta de professores. Se formos à lista, ainda estão muito para colocar. O problema é que com as condições de trabalho atuais, muitos professores não estão para arriscar (sobretudo onde pernoitar é caríssimos). Se não trabalhamos 365 dias não temos direito a subsídio de desemprego. Os meninos mal educados… As escolas cheias de papéis…” no facebook

Nas bibliotecas não costumam faltar professores…A RBE não abdica de atividades mesmo que algumas turmas não tenham professor, algumas semanas. O ME deve rever algumas prioridades se quer ter credibilidade. A prioridade deve voltar à sala de aula ou o sistema falha.
“Desde 95 para cá, a educação vem-se enchendo com o tudo e o nada, o possível e o impossível, todos enchem a boca para falar dela, mas vão-na destruindo, paulatinamente, porque educar exige paciência, resiliência, tempo, esforço e, claro, dinheiro! “Maria Pereira

No dn – Investigação França copia ficheiros de Rui Pinto por temer que Portugal destrua provas

As autoridades francesas conseguiram guardar 26 terabytes de documentos que Rui Pinto tinha no seu computador, antes de o alegado hacker ter sido extraditado para Portugal.FICHEIROS COM SEGREDOS DE PIRATA RUI PINTO VÊM PARA PORTUGAL

Uma missão orquestrada com as autoridades húngaras com o objetivo de evitar que a informação fosse destruída por Portugal, assegura a “Der Spiegel”. A quantidade de material é cerca de oito vezes superior à que Rui Pinto tinha divulgado anteriormente a meios de comunicação social. Graças a esta informação, Cristiano Ronaldo teve de pagar quase 20 milhões de euros por fraude fiscal.QUEM É RUI PINTO, O GAIENSE QUE ABALOU O MUNDO DO FUTEBOL

VER MAIS

Uma equipa francesa especializada em crime económico foi, na semana passa, a Budapeste, na Hungria, para discutir uma das fugas de informação mais importantes da história, o “Football Leaks”. A operação decorria há vários meses e teve que ser apressada, explica a revista alemã, depois de Rui Pinto ter sido detido em janeiro. As autoridades francesas já tinham revelado que o português estava a colaborar com o “Football Leaks”.

Quando os franceses chegara à capital húngara, Rui Pinto já estava no processo de extradição para Portugal. Além de Rui Pinto, o tribunal decretou que todo o material informático que ele tinha na sua posse teria de ser entregue às autoridades portuguesas. Esta última decisão aumentou o receio de que o material na posse de Rui Pinto fosse destruído em Portugal, comprometendo, assim, o trabalho de um grupo de investigadores internacionais sobre crimes fiscais.

Operação combinada com as autoridades húngaras

A mais do que iminente extradição de Rui Pinto fez com os franceses combinassem com as autoridades da Hungria uma estratégia para copiar os dados que o português tinha na sua posse antes destes serem encaminhados para Portugal.

O objetivo foi alcançado e, segundo explica a “Der Spiegel”, os procuradores franceses conseguiram mesmo copiar 26 terabytes de informação, cerca de 26 mil gigabytes, uma quantidade de dados muito superior aos 3,4 terabytes que o gaiense libertou e que se traduziram em mais de 70 milhões de documentos.

Esta não foi, porém, a primeira vez que um país demonstrou interesse nos alegados segredos de Rui Pinto. Logo em janeiro, a justiça belga demonstrou interesse em ter acesso aos documentos relacionados com os negócios do futebol. De acordo com a comunicação social belga, que confirmou a intenção junto do porta-voz do ministério público, Eric Van Duyse, as revelações ao abrigo do denominado “Football Leaks” levaram a uma série de buscas, em novembro, como parte de uma investigação por fraude e lavagem de dinheiro.JUSTIÇA BELGA QUER ACESSO A DOCUMENTOS DO “HACKER” PORTUGUÊS RUI PINTO

Entre os envolvidos estará o empresário israelita Pini Zahavi, que intermediou, por exemplo, a transferência de Neymar para o PSG, e que é suspeito de controlar ilegalmente o clube de futebol Royal Excel Mouscron, da I Divisão belga.

Próximo passo: quebrar a encriptação

Apesar de terem conseguido o primeiro grande objetivo, as autoridades francesas enfrentam agora uma nova dificuldade. É que esta informação está encriptada, ou seja, codificada.

Tal como o JN tinha avançado, Rui Pinto terá guardadas informações que poderão estar escondidas na Internet. Esta é pelo menos a convicção da justiça portuguesa. De acordo com informações recolhidas pelo JN, o gaiense começou a guardar informações sensíveis e até comprometedoras para ele em vários servidores espalhados pelo Mundo fora, acautelando a hipótese de, um dia, vir a ser detido e o seu material ser apreendido, o que aconteceu em meados de janeiro.RUI PINTO MANTÉM SEGREDOS FORA DO ALCANCE DA PJ

“Ora tomem”, diz Ana Gomes

Quem já reagiu a esta revelação foi a eurodeputada Ana Gomes. “Ora bem! Ora tomem, os que queriam apoderar-se do acervo de Rui Pinto para o destruir”, escreveu na sua conta de Twitter.

Os advogados de Rui Pinto anunciaram para o próximo dia 1 de abril uma conferência de imprensa para discutir o Football Leaks, a proteção dos “whistlenlowers” e o papel de Rui Pinto neste processo. A conferência vai contar a presença de Ana Gomes e de Anoite Deltour, um dos responsáveis pela divulgação do LuxLeaks.LER MAIS

Lá Consegui Achar Um JLetras — O Meu Quintal

E acho que talvez tenha descoberto a razão para ele ter desaparecido tão depressa das bancas. Traz duas páginas dedicadas ao que o SE Costa teve a partilhar com a tertúlia das Inquietações Pedagógicas da ESE de Lisboa e é provável que hordas de adeptos do MEM (versão século XXI) os tenham comprado todos para […]

Lá Consegui Achar Um JLetras — O Meu Quintal

Opinião – Maria Pereira

MARÇO 29, 2019 ÀS 8:51

Bem observado… muitos alunos arrastam-se pelas escolas, sem intenção de aprender o que quer que seja, consumindo tempo e recursos, com professores a fazer o papel de dinamizadores do vazio, implementando projetos de entretenimento sem substância… Estes alunos aprenderiam o mesmo com animadores socioculturais, que podem ser formados em massa, nos tais cursos às moscas…
A literacia verbal, matemática, científica, filosófica ficará para as privadas, definitivamente! Serão os pais a escolher o projeto educativo que querem, mas terão de o pagar. A escola pública, baratinha, com sucesso para todos , precisa, não de professores, mas de flexibilizadores, que garantam uma pauta limpinha só com notas boas, pois é isso que faz felizes alunos e governantes e também alguns pais que fazem tudo para ver a prole rebentar de felicidade diariamente…
Falando a sério, ninguém se preocupa com os alunos, os políticos preocupam-se, verdadeiramente, com a sua prole, que colocam em escolas privadas onde a inclusão não entra, as Escolas Superiores ou recebem tudo ou fecham a porta, estão preocupadas com a sua sobrevivência, o que é legitimo, pois os professores das escolas inferiores também vieram defender em massa a escolaridade de 18 anos, porque isso evitaria o desemprego dos professores em maior escala. Enfim, sempre os alunos, os nossos filhos e netos, nas mãos de hipócritas sem coluna vertebral, que não têm projeto nenhum para a educação, que se vão conformando com a mediocridade (principalmente se for barata) e satisfazendo clientelas que, em nome da sobrevivência, terraplanam tudo, comprometendo o futuro de milhares de jovens e do país. Desde 95 para cá, a educação vem-se enchendo com o tudo e o nada, o possível e o impossível, todos enchem a boca para falar dela, mas vão-na destruindo, paulatinamente, porque educar exige paciência, resiliência, tempo, esforço e, claro, dinheiro!

Aprender a pedalar vai fazer parte do currículo

Aprender a pedalar será, nos próximos anos, obrigatório para as crianças a partir do ensino básico.

“Todos os alunos terão a oportunidade de aprender a pedalar, num processo de formação faseado ao longo dos vários níveis de escolaridade”, lê-se na Estratégia Nacional para a Mobilidade Activa apresentada nesta quinta-feira. No 1º ciclo as aulas serão em contexto protegido, nos 2º, 3º ciclos e secundário haverá uma passagem para o espaço público.

FNE quer ouvir professores e escolas sobre educação inclusiva para mudar a lei — Blog DeAr Lindo

FNE quer ouvir professores e escolas sobre educação inclusiva para mudar a lei | Educação | PÚBLICO A Federação Nacional de Educação (FNE) tem um inquérito a decorrer online sobre a aplicação do novo regime de educação inclusiva e dos resultados pretende extrair a fundamentação para uma proposta de alteração da nova lei. “Esta consulta…

FNE quer ouvir professores e escolas sobre educação inclusiva para mudar a lei — Blog DeAr Lindo

OnePlus lança-se oficialmente em Portugal com a PCDIGA

A OnePlus junta forças com a PCDIGA, uma das mais importantes lojas de tecnologia em Portugal. Este novo acordo é um marco histórico para a empresa pois, pela primeira vez, os produtos OnePlus podem ser comprados diretamente no site da PCDIGA e nas lojas físicas – duas em Lisboa, uma em Leiria, Porto e Braga.

PCDIGA é uma das lojas líderes no E-commerce na venda de tecnologia em Portugal.

Requintes De Malvadez

O Meu Quintal

Um@ colega mandava-me hoje uma mensagem a explicar como, estando no 3º escalão e não havendo mais quem pudesse desempenhar essa função de acordo com a direcção/CP, há quem tenha de avaliar, para efeitos de reposicionamento, alguém que @ ultrapassará largamente na carreira, ascendendo ao 6º ou 7º escalão (conforme a aplicação de uma regras que são mais nebulosas do que parece) e se tornará, quase inevitavelmente sua “superior” na hierarquia do seu grupo disciplinar.

É a “justiça e equidade” do sistema a funcionar em pleno.

Tortura Azeite

View original post