Para que serve a escola?

Escola Portuguesa

escolinhaQual é o objectivo fundamental da escola?

Proporcionar aos seus alunos um espaço adequado onde, em conjunto com os seus pares, realizem aprendizagens relevantes e ajustadas ao seu nível etário e ao seu grau de desenvolvimento físico, intelectual e emocional?

E como verificar se essas aprendizagens foram de facto realizadas, senão através de uma avaliação objectiva dos conhecimentos e competências dos alunos, feita de forma contínua e sistemática?

Ou, pelo contrário, nada disto é importante, e consideramos que tudo vai bem se os alunos estiverem felizes e “incluídos” na sua escola, se as flexibilidades e os DACs ajudarem a amenizar o incómodo de estudar e aprender, se as avaliações “formativas” e feitas à medida permitirem escamotear o insucesso?

Para Eduardo Lemos, Director da Escola Secundária Eça de Queirós e Presidente do Conselho das Escolas, a actual política parece ser a receita para o desastre: está-se a substituir estratégias e objectivos…

View original post mais 397 palavras

Caro Senhor Presidente, Isso Não É Verdade, Ponto Final e Exclamação!

O Meu Quintal

O excelentíssimo senhor Presidente da República e de todos os portugueses, em especial os do governo que se chamam Costa e António ou não leu o decreto que promulgou ou não o percebeu bem ou alguém lá na Presidência não fez o trabalho de casa.

Quando afirma que “promulgou o diploma sobre a contagem de tempo de serviço dos professores por ter sido cumprido o disposto na lei do Orçamento e para permitir uma progressão este ano” só nos deixa essas hipóteses. No site oficial lê-se que:

Tendo falhado as negociações, se o Presidente da República não promulgasse o diploma, isso poderia conduzir a deixar os professores sem qualquer recuperação na carreira durante o ano de 2019.

Senhor Presidente, as progressões previstas para este ano, resultantes do processo  natural das mesmas, aconteceriam com ou sem a publicação do decreto em causa. Não fui o único, mas há meses que tento…

View original post mais 698 palavras

Comentário de Mário Silva no “Quintal” sobre a proposta do CDS

O CDS está a jogar estrategicamente para manter uma áurea simpática eleitoral, mas ‘saving is butt’ caso venha a ser cooptado para o governo, não lhe interessando receber este compromisso nesse caso; o PSD vai pelo mesmo caminho, dizendo ‘nim’ com o mesmo receio; os partidos da gerigonça BE/PCP dão um ar eleitoral de diferentes do PS mas sem exagerarem na ruptura ’não vá o diabo tecê-las’ para quando forem chamados para a próxima gerigonça. O resultado final será a maioria dos profs ‘ficarem a chuchar no dedo’. Com este modelo, agrava-se a discriminação negativa a nível salarial, que já enfermava de um modelo de diferenciação salarial estranho, distinguindo apenas pela idade e não pela função, que agora ainda se torna mais bizarro, com leis que permitem ultrapassagens em que o mais novo tem maior ou igual salário que mais velho, executando rigorosamente a mesma função.
Para aguentar esta enredo kafkiano só ingerindo pílulas antidepressivas ou uns valentes centilitros de vodka…