No dn “Uma vergonha”. Fenprof termina congresso com crítica a Marcelo

Marcelo governa ? Até os recebeu em Belém !

Marcelo explica a história do número de telefone e transforma as acusações da fenprof num episódio ridículo.

Portugal pioneiro em provas para alunos de 7 anos

Que se lixem as provas de aferição, o problema está no antes e no depois. – Com Regras

O título deste artigo reflete a minha impaciência e revolta para algo que esconde a verdadeira realidade. Já o ano passado os diretores queixaram-se que as escolas não tinham material para aplicar as provas de aferição do 1º ciclo. A resposta do Ministério da Educação foi e muito bem “Então como é que cumprem o currículo?”.

Não cumprem, ponto. Alguns acusam-me que estou a ser injusto para com os professores do 1º ciclo, mas a minha preocupação não é para com os professores, desculpem a frontalidade, a minha preocupação é para com os alunos que “queimam” um ciclo inteiro sem assimilar conteúdos essenciais para o seu desenvolvimento físico, social e cognitivo. Os alunos passam por fases sensíveis que deviam ser respeitadas e não são. Existe uma clara desvalorização das Expressões no 1º ciclo que não pode continuar. Sinceramente, já não quero saber se o problema é da falta de condições, da falta de vontade (idade) do professor, do fechar de olhos do diretor, ou se os programas são muito extensos. Isso é tudo acessório, quem vos escreve já andou de carrinha (tipo padeiro) a dar aulas de atividade física aos alunos do 1º ciclo, sem pavilhão, sem material, sem nada.

O que falta muitas vezes é olhar o problema de frente e querer resolvê-lo!

Todos falam das provas de aferição, até faz capa de jornal, e o antes e o depois? O ano passado muitos alunos foram treinados para a prova de atividade física semanas antes e depois “abandonados” novamente. Isto não pode acontecer, é de um amadorismo repugnante e a escola não pode andar a fingir que faz, deve fazê-lo!

Alexandre Henriques

É falso que os alunos do primeiro ciclo sejam abandonados, pois a maioria fica na escola das 9h às 17.30, e são raros os alunos que nesse horário alargado não tenham atividade física lecionada pelo Titular de turma ou por um professor especialista nas AEC.

FOTOMONTAGEM Luís Costa
As provas de aferição no 2º ano poderiam ter sido úteis dois anos, mas institucionalizá-las é um erro crasso! Provas de aferição no 4º ano para comparar com as do 5º ano, poderiam valorizar o 1º ciclo, ou apoia-lo mais.