Apoio e substituições

Um universo que combina mal. Um professor de apoio trabalha arduamente durante 20 dias com um grupo de alunos, que começam a fazer finalmente progessos. Um colega fica de baixa 15 dias, e eis que a substituição deita a perder o trabalho já desenvolvido. A falta de agilidade borucratica nas colocações prejudica alunos e professores.