As lutas do futuro

Ao ar jovem e fresco de alguns, contrapõe-se o aspeto fatigado e abatido de outros! A pausa letiva veio equilibrar um pouco a balança, mas em breve com o decorrer do 2º período verificaremos os pressupostos da primeira frase.

Adivinha-se um tempo difícil com algumas paralisações laborais, sem resultados visíveis por força do equilíbrio orçamental, mas com a particularidade de verificarmos de uma vez por todas quais os desígnios das partes em conflito. Será um tempo clarificador!

Ao “Voz da planície” Mário Nogueira afirma: “os professores não querem nada de excepcional, aquilo que exigem é que o Governo cumpra a lei”

Oh pá, eu discordo! Dava-me jeito uma lei de antecipação da aposentação, aos colegas mais novos, uma nova lei para lhes desbloquear a carreira e um aumento de acordo com a inflação…