This Was The Day

O Meu Quintal

Hoje, uma colega e amiga comunicou-me que não quer voltar mais à escola e ao ensino. Que está esgotada de tudo isto, incapaz de lidar com a máquina trituradora que tem sido colocada em prática no quotidiano docente nos últimos 15 anos e em especial desde o ECD de 2007. Que não se importa com as consequências, nomeadamente as financeiras (está a uma dúzia de anos da idade para a aposentação), desde que isso signifique que a sua saúde (física e mental) possa ser deixa de estar em risco.

E eu compreendo-a.

Porque a dado momento o “sistema”, com a tantos outros, traiu as suas expectativas com argumentos falseados. Um sistema que não podemos já limitar apenas ao mandato negro da reitora sem avaliação MLR porque ninguém a seguir reverteu algo de minimamente relevante, incluindo o nulo Tiago e o seu bem falante, mas hipócrita, secretário João. Que querem…

View original post mais 379 palavras

ComRegras Faz 5 Anos — Parabéns!

Tem sido uma viagem muito interessante, com altos e baixos, mas sempre com um conceito de sinceridade, aprendizagem, partilha e defesa da Educação e dos seus profissionais. As questões disciplinares foram o motivo do aparecimento do blogue que mais tarde estendeu-se à Educação em geral. Passados 5 anos, sinto que não melhorámos neste capítulo, lembro-me que na altura não se falava em agressões a docentes/não docentes como agora se fala… Alexandre Henriques

ComRegras Faz 5 Anos — ComRegras

Paulo Gonçalves – RIP

No dia em que o Dakar perdeu o encanto

«O que fazemos aqui? Para quê?», pergunta o múltiplo vencedor do Dakar Stephane Peterhansel, também ele consternado pela trágica morte do motociclista português Paulo Gonçalves.
Todavia ele sabe perfeitamente a resposta. Ele, Paulo Gonçalves e todos aqueles que participam no Dakar, em todos os Dakares, estão ali porque «só» conseguem viver, exercitando a arriscada arte de desafiar a morte. E isto acontece não porque eles são uns maluquinhos inconscientes, mas porque há paixões humanas que têm o risco permanente por parceiro.E como muito bem alguns sabem, mais difícil do que fugir  ao destino é fintar uma paixão, sobretudo quando ela atrai mais do que desilude…

ttps://setepecadosimortais73.blogspot.com/2020/01/o-dia-em-que-o-dakar-perdeu-o-encanto.html?m=1