Igualdade de Direitos

MPM - Movimento dos Professores Monodocentes

Partilhamos hoje um texto de António Carvalho, o mesmo autor que realizou o estudo/quadro comparativo que publicámos ontem:

“A todos/as os /as que se manifestam contra as comparações, digo-lhes que são inevitáveis e que resultam única e exclusivamente do que está expresso na legislação (ECD). Se há divisões, elas estão lá expressas, é só uma questão de as contabilizar e foi isso que foi feito.
Aspetos relativos às especificidades de cada nível de ensino, sempre existiram econtinuarão a existir; esses não foram alegados, nem poderiam ser, e não podem ser equiparados por via da legislação.
É comparada somente a duração da carga letiva que, como todos/as sabemos, é o fator de maior desgaste físico e psicológico. O que foi e é pedido, é simplesmente a igualdade dessa carga sendo, para tal, necessário alegar as diferenças.
A quem alega que pedir condições iguais é querer causar divisão, digo-lhes que é exatamente…

View original post mais 136 palavras

Os verdadeiros especialistas em Educação

Escola Portuguesa

orador.gifLapidar este quadro comparativo que coloca lado a lado aquilo a que podemos chamar, à falta de melhor, os gurus educativos – os conferencistas, youtubers, cientistas e peritos em educação que tendem a monopolizar o debate público sobre Educação – e os verdadeiros especialistas – os professores que diariamente trabalham com os seus alunos.

Não se pretende afirmar, naturalmente, que só os professores percebem de educação. Apenas denunciar que algo está muito mal quando a sua experiência, o seu conhecimento, a sua voz são sistematicamente postos de lado na altura de discutir e redefinir as políticas educativas.

Traduzido e adaptado daqui, o quadro foi construído a partir da realidade espanhola. No essencial, igualzinha à que conhecemos no nosso país…

GURU EDUCATIVOESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO
1.   Não põe o pé na sala da aula.1.   Está a dar aulas.
2.   Tem nula ou pouca experiência docente.2.   O seu melhor mestre é a…

View original post mais 140 palavras

Afinal Nuno Crato (e não só) tinha razão

https://correntes.blogs.sapo.pt/afinal-nuno-crato-e-nao-so-tinha-razao-3050106

…Mas na educação há associações científicas de professores nas mais diversas áreas. Só que nunca se uniram e a mediatização não as ouve. E há dezasseis sindicatos. Um é ostracizado por gurus, analistas e comentadores com argumentos (limitação de mandatos e exercício profissional diário) que não escrutinam nos restantes que, em regra, só opinam autorizados por quem governa…

fotomontagem de Luís Costa

Um Ano Letivo Muito Difícil – Felisbela Lopes — ComRegras

O próximo ano escolar será muito duro. Para todos. Quando retomarem as aulas, os alunos da mesma turma estarão em níveis muito diferentes. Porque o ensino a distância desequilibrou aprendizagens. Esse desnivelamento não constitui o problema mais difícil de resolver. O maior tormento será criar condições que protejam a comunidade escolar da permanente ameaça de…

Um Ano Letivo Muito Difícil – Felisbela Lopes — ComRegras