Opinião – Elisabete Simões Rasquete sobre a Organização do Ano Escolar

Enquanto suporte e condição… ou seja, a escola como local de depósito de crianças e jovens, para que os pais possam exercer a sua profissão e garantir o arranque da economia. É irrelevante se as condições existem (não existem), se há seriedade na preparação deste documento orientador que se baseia no mantra “sempre que possível” (não há), se foi criada uma rede de segurança e uma estratégia concertada que permita o blending learning (não foi). Este documento é uma das maiores ofensas às escolas e aos seus professores, porque nele está implícito aquele “conceito” tão português do desenrascanço. O que este documento diz às escolas é: desenrasquem-se e garantam o acompanhamento aos meninos, pelo menos até ao 6º ano (12 anos), os que ainda não podem ficar sozinhos em casa. Não têm salas? Vão para o pátio! Não têm auxiliares? Arranjem-nos! As salas não têm condições? Temos pena!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s