Das certezas do secretário Costa às dúvidas de Luís Ferreira

Secretário de Estado da Educação diz que essência de ensinar passa por “estar face a face, acompanhado por dispositivos”

– o que é “estar face a face, acompanhado por dispositivos”?
– em que medida é que a Microsoft, a Google e a Huawei estão a definir a politica de educação em Portugal?
– quem autorizou que os dados dos professores, alunos e encarregados de educação passassem a ser propriedade da Microsoft, da Google e da Huawei?
– porque é que o Governo não paga a uma universidade portuguesa para fazer a gestão de uma plataforma que sirva os interesses de alunos e professores?

Por exemplo, o IST tem uma:
https://sartre.tecnico.ulisboa.pt/metodologias-e-ferramentas/ferramentas/exonlinex-mooc-tecnico/
com características muito mais sofisticadas que a Classroom, por exemplo.

Não seria muito mais racional o que dinheiro que o Estado vai gastar com os serviços destas multinacionais servisse para investir num centro situado numa universidade portuguesa que a ajudaria a ela e os enormes recursos financeiros não atravessariam a fronteira?

É que de manhã o governo fala de industrialização e desenvolvimentos de competências tecnológicas nacionais, mas no final do dia o que se percebe é que a industrialização é a de terceiros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s