Petição – pelo desdobramento das turmas

DESDOBRAMENTO DE TURMAS JÁ! LUTA PELA VIDA / SAÚDE DE TODOS OS ALUNOS.

Batas, viseiras e bonés, como indumentária proposta (para 1ª ciclo) pelo nosso agrupamento de escolas, trazidas para casa uma vez por semana para higienização, estão longe, muito longe de ser qualquer tipo de proteção útil. 

É necessário a divisão de turmas, redução de horários, uso de máscaras e um maior número de assistentes operacionais para garantir as condições necessárias no dia a dia, bem como a higienização frequente. Não podemos exigir menos do que isto para as nossas crianças e jovens. Estando estes menos expostos (embora não totalmente protegidos, bem sabemos) , por consequência protegem-se todas as comunidades em volta das escolas.

A proposta da redução do número de alunos por turma, rejeitada no parlamento no passado dia 20/06/2020, era uma das medidas mais ansiadas pelos pais, professores e todos aqueles que trabalham em ambiente escolar. Se há anos que se percebe que um ensino mais personalizado, de maior proximidade entre profissionais e alunos seria o ideal para melhorar a sua qualidade, num contexto de pandemia, esta necessidade tornou-se ainda mais urgente. Não podemos juntar 25 a 30 alunos em salas pequenas e sem condições de manter distanciamento entre alunos e iniciar um ano escolar como se nada fosse. Não é possível, nas condições que o governo se prepara para implementar, proteger e garantir a segurança de ninguém.

Exigimos apenas que a vida valha mais do que o esforço financeiro necessário para a sua defesa.

Grupo de pais de alunos do 1º ciclo.

Um ministério à moda de Trump

Escola Portuguesa

trump.PNGSantana Castilho passa em revista, na crónica semanal do Público, alguns sinais recentes do miserabilismo educativo – a expressão é minha – que é promovido pelas políticas do ME.

Exames facultativos no secundário e recheados de perguntas opcionais ficam desde logo amputados da razão principal da sua existência, que é aferir e regular aprendizagens e garantir o efectivo cumprimento do currículo nacional, igualmente ameaçado pela deriva autonomista e flexibilizadora que se promove nas escolas portuguesas.

Professores que não gostam de ler, mas ensinam as primeiras letras, e nessa qualidade são promovidos pela corte eduquesa de Brandão Rodrigues e João Costa a estrelas televisivas da nova telescola, expoentes máximos de pedagogia flexível e muito pràfrentex do século XXI, animada por banda sonora de zumbas e raps, com muitos okays à mistura…

Perante a espiral descendente do sistema educativo e a teimosa insistência no erro e no disparate, Castilho encontra um óbvio…

View original post mais 58 palavras

Ministro Diz Que Não Houve Contágio Nas Escolas Desde O Regresso Das Aulas Presenciais… — ComRegras

Última hora! O Ministro da Educação Tiago Rodrigues possui um aparelho único no mundo que deteta o momento e o local da transmissão do vírus. Deve ser o mesmo que detetou que o vírus em Lisboa não se transmite nos transportes públicos apinhados de gente… Já nem vamos precisar de ajuda externa, basta vendermos a…

Ministro Diz Que kg Houve Contágio Nas Escolas Desde O Regresso Das Aulas Presenciais… — ComRegras