Ana Benavente. opinião

Ai, professores. É caso para perguntar por que razão o Ministério castiga e condena. Não estamos numa situação excepcional? não há lay offs e moratórias várias? não ficou evidente que (também) é preciso desenvolver apoios e trabalho organizativo e pedagógico à distância? não percebo, não aceito que os docentes de “risco” por questões de saúde sejam, na situação de pandemia , tratados como se a eventual ausência se devesse à sua vontade ou capricho. NÃO. É preciso lutar. (não esqueço o dedo acusador do ministro, em março, suspendendo a vida escolar mas avisando os professores que não estavam de férias). Todo o meu apoio aos professores.