Pelo Público

ANO LECTIVO 2020

A pandemia devia ser gatilho para “repensarmos a escola”

Durante o confinamento, os alunos portugueses gostaram de gerir melhor o seu tempo. Trabalharam mais mas sentiram-se menos exaustos. E mais autónomos. Numa semana em que cerca de 1,3 milhões de alunos regressam às aulas, estas são pistas para repensarmos a escola, defendem investigadores. Que deixam um alerta: um regresso “militarizado” à escola pode desencadear uma pandemia de saúde mental.Natália Faria13 de Setembro de 2020

Os alunos portugueses são dos que menos gostam da escola, demonstram-no vários estudos anteriores à pandemia.

A carne é fraca

Uma psicóloga do Agrupamento de Escolas de Odemira, colocada na Escola Básica 2°/3º Ciclos Damião de Odemira, foi afastada de funções e alvo de processo disciplinar por alegado envolvimento com um professor daquela escola. O caso deu-se em março, em pleno confinamento, quando a psicóloga, de 30 anos, e o docente foram apanhados em cenas íntimas. A situação assumiu gravidade porque os atos foram “presenciados” por alunos e encarregados de educação: a psicóloga, que é orientadora vocacional dos estudantes, não desligou a câmara do seu computador após uma videoconferência e transmitiu tudo na net…