Paulo Guinote – O estado de negação

O estado de negação de muit@s docente – e são muito mais do que o desejável ou mesmo aceitável – que estão pront@s para aceitarem o que lhes servirem ou exigirem, não achando por bem contestar ou fazer valer os seus direitos. Gente que “acha mal” que nos preocupemos, por exemplo, com a questão dos equipamentos para o corpo docente das escolas assegurar, do seu lado, um nível de qualidade de um novo E@D que não replique o que se passou durante a primeira vaga. Gente disposta a tudo, que acha que quem protesta e reclama só levanta “problemas” e não busca “soluções”. Pelo contrário, buscam-se as soluções que foram prometidas e repetidamente garantidas. E quando me aparecem a parafrasear o Kennedy dá-me assim uma coisinha má, porque detesto araras que se limitam a repetir citações avulsas, de que desconhecem o contexto. Até porque na maioria dos casos, nem sabem quando ou porque isso foi dito. Se lhes pedirmos para explicarem o que foi o projeto da “Nova Fronteira”, ficam logo com os circuitos baralhados e ainda mais se lhes pedirmos para explicar se a tal citação surgiu num período em que era necessário superar uma crise ou se era um desafio para o futuro. Irritam-me os citadores de ocasião. Que, quando chega o momento certo, se encolhem, amocham e agradecem por lhes pagarem ao fim do mês, como se isso fosse um “privilégio”. Como se não trabalhassem para isso.

https://guinote.wordpress.com/2021/01/29/6a-feira-noite-8/

2 opiniões sobre “Paulo Guinote – O estado de negação”

  1. Excelente e assertivo texto. Já agora, a famosa citação de Kennedy a que o autor faz referência fazia parte do discurso de tomada de posse em jan de 1961 do presidente , em que ele dizia.” Não perguntem o que seu país pode fazer por vocês. Perguntem o que vocês podem fazer pelo vosso país.” Quanto à Nova Fronteira era apenas um programa de ação a nível mundial no sentido de ajudar os países mais pobres atacados pela pobreza e guerra e que consistia no envio de colaboradores e voluntários para ajudar esses países. Era um misto de New Deal e de Plano Marshall a nível mundial, que não deu grandes frutos porque entretanto o presidente , como toda a gente sabe, foi assassinado.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s