Posso estar nessa condição

 “O secretário de Estado disse que aqueles que não têm condições para estar em teletrabalho têm de ir para as escolas”, explicou ao DN um dos diretores presentes na reunião.

https://www.dn.pt/sociedade/ha-professores-obrigados-a-furar-teletrabalho-e-dar-aulas-online-na-escola-13317644.html

Alunos com câmaras desligadas ou que “desapareçam”, vão regressar à escola presencial — ComRegras

Recentemente houve uma reunião entre o Ministério da Educação/DgEstE e diretores escolares. Entre várias informações, foi transmitido que os alunos não podem simplesmente desaparecer, seja de forma propositada, por não autorização dos encarregados de educação ou por limitações de equipamento. O ensino à distância é obrigatório e a imagem é essencial para que uma aula  funcione. Se não estiverem presentes, vão regressar às escolas, sendo posteriormente acompanhados por professores tutores, onde à cabeça, estarão os professores de Educação Física nas horas do Desporto Escolar…

Alunos com câmaras desligadas ou que “desapareçam”, vão regressar à escola presencial — ComRegras

Alunos mais novos vão passar menos tempo ao computador no ensino à distância — ComRegras

O Ministério da Educação delegou nas escolas a decisão sobre a percentagem do tempo lectivo que deverá ser ocupada com aulas síncronas. O presidente da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos de Escolas Públicas, Filinto Lima, explica ao PÚBLICO que o tempo em frente ao ecrã do computador será menor para os alunos mais novos,…

Alunos mais novos vão passar menos tempo ao computador no ensino à distância — ComRegras

Autorização para ajustar férias dos professores + 15 mil computadores + contratação de professores mais rápida — ComRegras

O Conselho de Ministros aprovou uma resolução que possibilita a compra imediata de mais 15 mil computadores, que vão somar-se aos 100 mil kits já distribuídos às escolas no 1.º período letivo e aos 335 mil equipamentos comprados no âmbito do programa Escola Digital, com recurso a fundos comunitários. 29 mais palavras

Autorização para ajustar férias dos professores + 15 mil computadores + contratação de professores mais rápida — ComRegras

Paulo Prudêncio no Público

Como a escola portuguesa está consensualmente enredada por duas décadas de excessos contraditórios, exige-se um recomeço assente na simplificação organizacional. Urge, como a pandemia revelou, uma escola que se reencontre com as suas raízes: não substitua a sociedade e volte a ser liderada pelo professor.

https://www.publico.pt/2021/02/03/opiniao/opiniao/escola-enredouse-radicalidades-antagonicas-1948987