A história se encarregará de julgar o falhanço educativo nas escolas portuguesas

https://www.publico.pt/2021/05/30/impar/opiniao/brincar-brincar-1964364

Quando paramos para ouvir uma criança do 1.º ou 2.º ciclo descrever um dia seu, é mais ou menos assim: “Eu levanto-me pelas 7h, às 8h vou para a escola. Os meus pais trabalham muito, por isso fico no ATL a fazer os trabalhos de casa, e eles só me vão buscar ao final do dia…

A maioria dos professores têm dado o seu melhor, mas nada decide, o ministério escuda-se na autonomia e vai descartar responsabilidade. Adivinhem lá em quem vão assacar responsabilidade.