A impreparação para o e@d foi um erro crasso do ME

...O trabalho que deveria ter sido feito, em especial junto dos mais novos (o que estará em causa será principalmente o regresso do 1º e 2º ciclos), não foi por falta de equipamentos nas escolas ou pela manutenção da banda larga num nível que impede qualquer trabalho a sério de exploração síncrona das plataformas digitais. Juntando isso à falta de informações fiáveis junto da opinião pública e à facção aguerrida dos comentadores mediáticos “presencialistas” será impossível qualquer tipo de debate esclarecedor e não tóxico sobre esta matéria.” Paulo Guinote