Para mim já vinha tarde, mas era simpático não ver os outros no caminho que eu trilhei

https://www.publico.pt/2022/02/24/impar/opiniao/decencia-monodocencia-sera-dr-antonio-costa-1996617

A decência para a monodocência: Será desta, dr. António Costa?

Afinal de que se está falar quando identificamos uma discriminação laboral dos professores em monodocência?

Alberto Veronesi no Público

Vesna Pantelic – estátua em Portimão

A Banhista é uma escultura de Vesna Pantelic, que define o seu trabalho como otimista, onde a alegria da vida é expressa com um toque especial de humor.

Para esta escultora sérvia a paisagem mais bonita é à beira mar ou rio, pois as águas não conhecem limites, fronteiras ou pigmentações de pele. A água dá vida, limpa tudo, tem pensamentos de memória positivos.

BANHISTA

Vesna Pantelic – Sérvia

O palpite do “Público” para ME – Sampaio da Nóvoa

António Costa não fez ainda convites formais ― só os deverá fazer “na proximidade” da tomada de posse, que poderá acontecer a 29 de Março ― mas, dentro do PS, neste momento dá-se como muito provável a substituição de Tiago Brandão Rodrigues na Educação pelo ex-candidato presidencial. Mas Tiago Brandão Rodrigues não sairá do Governo: segundo as informações que o PÚBLICO recolheu, Brandão Rodrigues é o nome mais bem colocado para substituir Manuel Heitor à frente do Ministério da Ciência e Tecnologia.

Polícia Russa prende centenas de manifestantes pela paz

“Mesmo na noite mais triste
Em tempo de servidão
Há sempre alguém que resiste
Há sempre alguém que diz não”

Pelos mártires da invasão de um Estado soberano!

O fotojornalista portimonense João Profírio foi para o teatro de guerra na Ucrânia!

Elena Kovalskaya, a diretora do Centro Cultural e Teatro Estatal Vsevolod Meyerhold, em Moscou, anunciou a sua demissão em protesto contra a invasão da Ucrânia. “É impossível trabalhar para um assassino e receber um salário dele”, escreve ela.

Nunca subestime o poder das artes. O Teatro Mayakovsky de Moscovo proibiu os seus atores de fazerem “QUALQUER comentário” sobre a invasão da Ucrânia pela Rússia. O Departamento de Cultura da cidade. alegadamente diz que quaisquer comentários negativos serão considerados “traição. ”

Zeca 35 anos de saudade!

“A morte saiu à rua num dia assim

Naquele lugar sem nome pra qualquer fim

Uma gota rubra sobre a calçada cai

E um rio de sangue dum peito aberto sai”

“A guerra nunca partiu, filho. As guerras são como as estações do ano: ficam suspensas, a amadurecer no ódio da gente miúda.”

Mia Couto, in 𝘖 Ú𝘭𝘵𝘪𝘮𝘰 𝘝𝘰𝘰 𝘥𝘰 𝘍𝘭𝘢𝘮𝘪𝘯𝘨𝘰

Centenas de cientistas russos declaram-se contra a guerra na Ucrânia

Mais de 600 cientistas e jornalistas da área das ciências dizem-se amargurados por verem o país que mais contribuiu para a derrota do nazismo no papel de instigador de uma nova guerra na Europa. “A guerra com a Ucrânia é um passo para lado nenhum”, afirmam.

Para haver democracia é necessário conflito

Entre pares existia conflito, oposição e isso acabou depois de MLR. Os que já são professores apenas no papel, ou em vias disso, tomaram conta da escola para a governar com a falsa autonomia que o ME lhes concede. Os resultados desta política educativa trará frutos a longo prazo. Prevejo que serão frutos fracos, continuarão a crescer os países onde a aposta na Educação foi forte e continuarão em estagnação económica os países onde isso não aconteceu. O professor proletário assalariado sem participação democrática é um professor desmotivado.

Pior é chegar à beira da idade da reforma “pau para toda a obra”, sem uma contribuição ativa da experiência adquirido durante mais de 40 anos.

Torneio de Xadrez – Portimão


12-março-2022
Antigas Instalações da
Junta de Freguesia de Portimão
(anexo à Igreja do Colégio – Alameda, 1º andar)
Início: 14:30 horas
Sistema de Jogo – Suíço de 5 sessões
Ritmo de Jogo – 15 minutos por jogador
Aberto a todos os jogadores (federados e não federados)
Aplicação do regulamento de competição da FPX
Inscrições: local da prova ou em cxportimao@gmail.com

Chess pieces in a war on chess board, isolated on white background.

Pereira Isa Maria no facebook

Vida de Professor muito moderna! … mais um minuto a ver aquele email… mais 10 minutos a ver o outro… mais de 30 minutos para selecionar e apagar dezenas deles por dia … vivemos num forrobodó de feiras de vaidades e de “projectos” que de ensino não têm nada! Que saudades do tempo em que havia Delegações Escolares onde em 2 ou 3 dias se substituíam os profissionais doentes e onde “faziam” por nós a burocracia! Que saudades do tempo em que havia reuniões de proximidade onde de facto se discutiam casos de alunos acompanhados com chá e bolinhos! Que saudades do tempo em que tínhamos TEMPO para dar e explicar através de jogos e cartazes feitos por nós_ a matéria; Tempo para tirar dificuldades aos alunos; Tempo para corrigir e analisar os trabalhos; Tempo para trocar palavras com os colegas; tempo para fazer teatro com os alunos; Tempo para manter a sanidade mental; Tempo em que não passavam a vida a mudar nomenclaturas para justificarem equipas de tachos e de mais tachos; Tempo em que os alunos não se sentiam assoberbados de tanta matéria nem com dezenas de kilos de peso de livros/calhamaços às costas para encher os bolsos às editoras! Foi no Tempo em que construímos os SERES e UM PAÍS que se queria livre para ser justo, humano, democrático, culto e lúcido! Agora fabricamos seres robóticos, frustrados, alienados e com cérebros tão ocupados que não têm tempo para saberem QUEM SÂO nem O QUE QUEREM! Agora é o Tempo em que temos COMUNIDADES escolares INTEIRAS em constante burnout, perdidas e partidas em mil pedaços como um espelho que não pode jamais ser colado dentro de cada um e em todos nós. As crianças são Obrigadas a estar sempre em actividades constantemente vigiadas e controladas e dirigidas por adultos. Porquê?! Passamos-lhes oficiais atestados de estupidez; impedimo-los de serem crianças na descoberta e na natureza. Só lhes permitimos “liberdade” quando estão no jogos electrónicos e nas redes sociais, onde precisamente não deveriam estar nem ser! Exigimos-lhes demais e não lhes damos tempo para se desenvolverem de forma natural e harmoniosa. Prolongamos-lhes a puberdade por mais de DEZ ANOS!!! Para quê TANTOS Anos de estudo!!! ???? Está tudo erraaaaaaaaaado! Nenhum mínimo de bom senso nestes últimos 20 anos de sistema deseducativo! Nada de bom. Cada vez pior! Aumento exponencial da violência na comunidade educativa entre alunos, entre namorados adolescentes, entre pais e professores, entre alunos e professores, entre alunos e auxiliares operacionais, entre alunos consigo próprios! De onde vem tanta agressividade e raiva? Alguém se propôs um estudo Profundo? Todos Calam, é Tabu! Tantos assuntos e temas que ainda ficam por dizer! E os intervalos nas escolas?! já alguém os ouviu de fora? parecem mil vezes piores do que um intervalo do ex Júlio de Matos: os gritos e gritos com quanta força têm, durante o tempo todo e atitudes completamente irracionais … parecem completamente loucas as criancinhas de agora. Mas parece que todos acham normal. E a Educação Especial em que uma professora especializada vai dar uma aula de 45 minutos POR SEMANA a um Aluno que não acompanha a turma em nenhuma área ou actividade a não ser na expressão plástica?

Uma história para os todos os alunos

  1. Quem é a personagem principal deste conto? E as personagens secundárias?
  2. Como conheceu o Ogre a Bruxa?
  3. O que combinaram?
  4. Por que razão o Ogre não reconheceu a Bruxa?
  5. Como era a Bruxa antes de se arranjar com a varinha?
  6. Ela desmanchou o feitiço e acabou almoçando com o Ogre? Qual a ementa?

Correção da história “Bonita”