Ferreira JF no facebook sobre aumentos de deputados e magistrados

Cidadãos mais iguais do que os outros?
Afinal, também há oligarcas em Portugal! Perante esta indignidade de quem se auto-aumenta, os professores, os médicos e os enfermeiros não podem ficar calados. De facto, a panaceia da avaliação (inventada por políticos) para mais nada serve senão para fazer um STOP na carreira dos trabalhadores, permitindo assim que sobre mais dinheiro para aumentos dos chorudos salários dos nossos políticos (e de uns outros tantos que lhes podem garantir protecção).
Não admira, pois, que faltem cada vez mais médicos, faltem enfermeiros, faltem professores mas… nunca haja lugares por preencher no Parlamento.
Ora, médicos, enfermeiros, professores, polícias, bombeiros, são todos muito mais essenciais ao país do que muitos dos inúteis deputados que, afinal, podem nada produzir que continuam a ter aumentos.
Que democracia é esta que diz não ter dinheiro para devolver a quem trabalhou o tempo realmente trabalhado (e do qual foi feito todo o tipo de descontos)… mas há dinheiro para estes aumentos pornográficos?
Esta realidade só vem provar uma vez mais o motivo por que os deputados de diversos partidos cederam a chantagem de António Costa (que ameaçou demitir-se) quando um grupo parlamentar (de deputados sérios!) pretendia aprovar uma lei para devolver o tempo de serviço roubado aos docentes. Entende-se, agora, por que motivo muitos dos restantes deputados (de diversos partidos com assento no Parlamento) chumbaram a iniciativa legislativa: eles estavam, simplesmente, a defender a garantia dos seus aumetos salariais. Onde está, pois, a seriedade dos nossos desgovernantes?