Posição do MPM sobre o calendário escolar 21/22

“Torna-se pública a posição do MPM-Movimento de Professores em Monodocência, que conta com mais de 5.500 membros ( educadores de infância e professores do 1º CEB) , sobre a definição do calendário escolar para 2021/22. Começamos por afirmar que uma preocupação potencialmente excessiva com a “recuperação das aprendizagens” que conduza a um aumento ou alargamento dos calendários escolares até esta data definidos é, em nosso entender, contraproducente. Segundo vários estudos da OCDE, o tempo gasto na escola é muito menos importante do que, por exemplo, o modo como o tempo disponível é gasto, a área de ensino em que é gasto, o modo como os alunos estão motivados para atingir os objetivos, o quão forte é o currículo e quão bons são os professores. A estes fatores acrescentaríamos o número de alunos por turma. De facto, uma das recomendações constante nas propostas para a elaboração do plano de recuperação as aprendizagens, datado de 6 de maio de 2021 sublinha precisamente a diminuição da carga letiva dos alunos. Será essa diminuição da carga letiva dos alunos que deverá ser considerada na elaboração do próximo calendário escolar, bem como o consequente aumento das pausas letivas, igualmente fundamentais para que os alunos superem o cansaço e recuperem motivação. Por fim, esperamos que o propósito desta consulta pública seja respeitado, assim como os contributos de quem realmente conhece o que é uma escola e que sabe o que significa o sucesso do ensino/aprendizagem dos seus alunos. **NOTA:** texto publicado nos comentários da consulta pública relativa ao calendário escolar 2021/22.”

Regime de concursos será revisto

Escola Portuguesa

Há uma forte razão para o secretário de Estado João Costa ter aproveitado as entrevistas a propósito da publicação dos rankings para trazer à conversa um tema aparentemente a despropósito: os concursos de professores. E ainda se torna mais estranho se pensarmos que ainda há poucos meses atrás a equipa ministerial recusava fazer mais do que meros acertos de pormenor na legislação dos concursos, rejeitando por completo qualquer revisão negociada do regime de quadros, concursos e vinculações.

Mas algo mudou entretanto. Sem grande alarido mediático, a Assembleia da República aprovou esta semana o projecto de lei do Bloco de Esquerda que impõe ao Governo a revisão do “regime de recrutamento e mobilidade do pessoal docente”. Com a oposição do PS, mas votos a favor à esquerda e à direita, a proposta aprovada impõe ao Governo um prazo de 30 dias, a contar da publicação da lei, para iniciar o processo…

View original post mais 371 palavras

Nem todos os secretários de Estado da Educação foram tão maus

Depois de um longo período à frente do cargo tem o desplante de dizer que o modelo de recrutamento de professores está errado? O que andou a fazer? Se errou de forma tão evidente não se compreende que continue no cargo.

https://www.publico.pt/2021/05/21/sociedade/entrevista/joao-costa-ha-problema-modelo-recrutamento-professores-preciso-mudalo-1962331

A “cunha” nas escolas TEIP não deixou saudades, mas parece que é para recuperar!

Luís Sottomaior Braga não esquece e eu também não

https://www.rtp.pt/noticias/pais/governo-assina-acordo-com-sindicatos-de-professores_n308835

A maneira como fui obrigado a hierarquizar os meus colegas, sendo avaliador de quase todos, ainda hoje me deixa transtornado. A juntar a isso, a queda do regime especial de aposentação que me deixou mais dez anos ao serviço da escola pública.

Professores, educadores e investigadores participarão, em 20 de maio, na Concentração da Administração Pública, associando-se, dessa forma, à jornada de luta convocada

Atenção pais. Greve de quinta-feira ameaça fechar escolas por todo o país

A greve da Função Pública que acontece já esta quinta-feira, pode afetar fortemente o funcionamento dos estabelecimentos de ensino, uma vez que se prevê uma “grande adesão” por parte do pessoal não docente, havendo já escolas a avisar os pais desta situação. SAPO.PT

Consulta pública do calendário escolar 21/22

Calendários das atividades educativas e escolares dos estabelecimentos de educação e de ensino e de provas e exames dos ensinos básico e secundário (ano letivo 2021/2022)

Publicitação do início do procedimento tendente à elaboração do despacho que determina, para o ano letivo 2021/2022, o calendário das atividades educativas e escolares dos estabelecimentos de educação e de ensino, bem como o calendário de provas e exames dos ensinos básico e secundário.
1. Nos termos e para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 98.º do Código do Procedimento Administrativo (CPA), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 4/2015, de 7 de janeiro, na sua redação atual, torna-se público que, por decisão conjunta do Secretário de Estado Adjunto e da Educação e da Secretária de Estado da Educação, é dado início ao procedimento conducente à elaboração do despacho que aprova, para o ano letivo 2021/2022, o calendário dos estabelecimentos de educação e de ensino, bem como o calendário de provas e exames dos ensinos básico e secundário.
2. A preparação do referido despacho justifica-se para os efeitos previstos na alínea c) do artigo 5.º da Lei n.º 5/97, de 10 de fevereiro, e no n.º 3 do art.º 5.º do Decreto-Lei n.º 55/2018, de 6 de julho, tendo o procedimento por objeto concretizar, para o ano letivo 2021/2022, o calendário dos estabelecimentos públicos de educação pré-escolar, dos ensinos básico e secundário e dos estabelecimentos particulares de ensino especial e o calendário da realização das provas de aferição, de final de ciclo e de equivalência à frequência do ensino básico, dos exames finais nacionais e das provas de equivalência à frequência do ensino secundário.
3. Para este efeito, designa-se como responsável pela direção do procedimento, nos termos do artigo 55.º do CPA, o Diretor-Geral da Educação, Dr. José Vítor Pedroso.
4. No prazo de 10 dias úteis contados da publicitação do presente anúncio, poderão constituir-se como interessados e apresentar contributos ou sugestões no âmbito do referido procedimento, os particulares e as entidades que comprovem a respetiva legitimidade, nos termos previstos no n.º 1 do artigo 68.º do CPA.
5. A constituição como interessado no presente procedimento é feita exclusivamente através do portal ConsultaLEX (https://www.consultalex.gov.pt).

As manifestações de professores costumam ser tranquilas

Haverá memória, em 47 anos de democracia, de uma manifestação de professores em que tivesse havido qualquer tipo de desacatos?… António Duarte

https://escolapt.wordpress.com/2021/05/13/desacatos-em-manifestacoes-de-professores/

https://www.tsf.pt/desporto/joao-paulo-rebelo-descarta-responsabilidade-na-preparacao-da-festa-do-sporting–13714453.html

O Último da Lista do 110 Foi Colocado

Por Arlindo no blog ArLindo

Se dúvidas houvesse sobre a falta de professores nas listas de candidatos às necessidades transitórias elas ficaram hoje desfeitas porque pela primeira vez, desde que tenha conhecimento, o último candidato da enorme lista do grupo 110 – 1.º Ciclo foi hoje colocado em horário Completo e Temporário no Agrupamento de Escolas Braamcamp Freire (Concelho de Odivelas).

noticia dia 7 do corrente mês…

A solução é avançar um professor de apoio e até ao final do ano letivo não há coadjuvação.